A filha do escritor.

Gustavo Bernardo nos conta de uma forma envolvente um amor meio que impossível entre um médico psiquiatra e sua mais linda paciente.
Acompanhe.

A chegada de Lívia é um espanto para o psiquiatra, José, pois a primeira vista ela lhe parece normal.
Diz que está ali apenas de passagem, pois espera a visita de seu pai, o senhor José Maria Machado de Assis.Justificar
Na primeira entrevista com a tal paciente, ele percebe que a mesma sobre de esquisofrenia. Como podia uma moça tão jovem, que chegou à clínica sozinha, dizer que espera o pai, José Maria Machado de Assis, ou, para os mais intímos, Machado de Assis, que já morreu a mais de 100 anos e jurar de pé junto que o filho vai se comportar?


Por conta da patologia da paciente, José começa a pesquisar as bras de Machado e descobre que Lívia é a primeira personagem, do primeiro livro do autor, Ressuireção.
Muito do que a paciente fala, se encaixa com o contexto da trama do livro. Por conta disso, José começa a desconfiar que Lívia seja apenas uma apaixonada pela literatura e fã de carteirinha de Machado.

Com o tempo, fattos surpreendente vão acontecendo com o psiquiatra e é neste ponto que a trama dá uma reviravolta.
O desejo, totalmente impossível, que ele desenvolve pela paciente passa dos limites e ele se vê envolto em uma nova realidade.

Este vale a pena ler.
Mais que ler, vale a pena ter em casa.
Por isso, passa na Ediouro, leia o primeiro capítulo e passe na Livraria Cultura e arremate logo o seu exemplar.


Ediouro: http://www.ediouro.com.br/afilhadoescritor/
Livraria Cultura: http://livrariacultura.com.br

18 comentários:

Fernanda Santiago Valente disse...

Amei tudo em seu blog. Principalmente a dica. Eu também sou leitora, leitora mesmo. rs.
Adoro estórias e este livro vou procurar ler, pois adoro temas relacionados a loucura, esquizofrenia, enfim, o ser humano.

Michel Domenech disse...

Curti o teu blog, o livro pareceu-me interessante, gosto desse tipo de livro que se utiliza de forma inteligente das obras de grandes escritores, outrossim até nos servem para que conheçamos um pouco mais tais escritores.
Duas obras que julgo serem no mesmo estilo, as quais achei bastante interessantes são Quando Nietzsche chorou e A cura de Schopenhauer (as quais me levaram a conhecer e apreciar tais autores nelas utilizados). Um abraço

Lailah disse...

Nunca li, mas agora que vi seu post fiquei curiosa para ler :D Abraços

Martha M. disse...

Que boa dica, tem uma ótima trama!
Adorei seu blog!

Jéssica Modinne disse...

Hum, interessante. Sou fã de Machado de Assis. Me lembro de ler Memórias Póstumas pela primeira vez e me maravilhar com a história. Nunca li Ressurreição, nem esse livro q vc indicou.
Obrigada pela dica! ;D

www.hoppipollablog.blogspot.com

Mau disse...

Gostei das dicas de leitura. Apesar de estar me faltando tempo ultimamente, e ter lido pouco, gosto de garimpar umas dicas. Você escrever uma espécie de "sinopse" ajuda muito. Tô tentando terminar Os Evangelhos Apócrifos e O Historiador, mas ta dificil! Ah! Obrigada pela visita!

esperaemdeus disse...

Olá Janaina, quanto ao comentário que deixaste em meu blog sobre sua amiga que lançou um CD, poderia sim fazer contato com ela. No caso, através de uma entrevista.
Podes me enviar os contatos.

planetadablogueira disse...

Sempre passo por aqui, adoro seu blog!!!

Beijão!

Beto Uchôa disse...

Que blog bacana pelo que eu vi vc le muito tb neh legal.
Parabens

T0PERA disse...

parabens pelo blog jovem

BobDog disse...

Ótima dica! Fiquei curioso agora pra ler. Parabéns pelo blog. Mto show! Ganhou um seguidor!

Rosangela A. Santos disse...

Valeu pela dica .. adoro ler .. e é sempre bom saber oq anda sendo lido e comentado.. rs

abç

Cris Rubi disse...

Ai que linda historia, eu adoro ler, só de passar por seu blog fiquei louca pra ler o livro, vou consegui-lo o mais rapido possivel rsrsr
bju querida

melke disse...

Nossa, parece bom esse livro. e a Dica chegou no momento certo. rs..
to na fase de livros sobre a loucura.. rs
Comecei com "Os Melhores contos sobre a loucura", agora estou terminando "Uma Mente inquieta". O próximo pode ser esse ai. rs

nikki disse...

nossa, me interessei por esse livro. adoro literatura, romance e psiquiatria e sse livro parece combinar os tres!

http://voltoem5minutos.blogspot.com/

Fabricio Hans disse...

ainda não li e tamb´rm não o conhecia...na próxima visita a minha font de leituras irei consulta-lo.
até rola um merchan da venda, hehe...
valeu pela dica.

abraço.

ah vlw comentar meu blog, volte sempre.

Vinicius Gabriel disse...

Ain, desculpaaaa.
É que achei que você não lia comentários em textos mais antigos hehehe.

Nossa, parece ser muito legal esse livro.
Poderia ser filme né ?
Mas achei meio triste, sei lá.
Mais uma vez, obrigado pela dica.
(jaja TODOS seus textos vão estar comentados por mim hahaha)

Beijos.

bruno disse...

O enredo desse livro lembra muito os do Irvin D. Yalom como "Quando Nietzsche Chorou" ou "A Cura de Schopenhauer", misturando grandes escritores e pessoas que realmente existiram numa ficção... vlw pela dica!