A menina que roubava livros.

"Quando a morte conta uma história, você deve parar para ler".

Pensei em ler sobre a roubadora de livros por conta das diversas opiniões contrárias que ouvi sobre a história contada pela morte.


Agora, já posso dizer que tenho a minha.


Markus Zusak traça de forma surpreendente a história de vida de Liesel, a roubadora de livros.


As perdas, primeiramente do irmão e da mãe.
O primeiro livro, roubado na neve.

O carinho encontrado nos olhos cinzentos do novo pai, depois de cada acordar de um pesadelo.
A palavra "saumensch" que sempre acompanhava seu nome, quando proferido da boca da nova mãe.

Além das perdas, os achados...

As primeiras leituras com o pai e logo depois o alfabeto inteiro.
Uma história surpreendente, mesclada por pontos fortes, como a amizade com Rudy, que não desiste nem se quer por um minuto em ganhar um beijo da menina.
O amor que surge entre ela e o tal judeu que seus pais escondem no porão, Max, o boxeador.
A humanidade de Hans, que tem coragem de fazer o que muitos não tiveram, mesmo querendo, ajudar não apenas ao judeu do seu porão, mas também àquele que vinha na prosissão.

Aos poucos, a guerra, vai desmascarando cada um dos personagens, mostrando o que eles são de verdade, é aqui que aparecem também as cores. Diversas delas.

O desfecho da história é ainda mais surpreendente, mas para saber, compre o livro, pegue emprestado ou vá a uma biblioteca pública.
Caso não queira ter trabalho, aqui ao lado você encontra o link onde poça comprar o livro pela internet, no site da editora.


Vale a pena.
Boa leitura e beijomiliga.

9 comentários:

Lília disse...

Simplesmente amei esse livro! Show de bola mesmo!

Thiago Assis disse...

eu achei o Rudy sensacional, humano em demasia, incrível.
Lindo o livro, a historia, os personagens, a narrativa, a ligaçao entre as cores...
Um dos melhores que já li =]


www.thiagogaru.blogspot.com

Thiago Carvalho disse...

Oi Janaína..

As postagens no blog não têm nada a ver com as parcerias.

Eu posto sobre romances policiais, independente da editora que o publicou..

Boa sorte com sua tentativa !!

Bjos

Paula disse...

Olá Janaína.
Respondendo à pergunta que me fizeste no blog. Sim, eu só comento os livros que leio e também costumo adquirir os livros. Acedo a um site de uma livraria para me informar das novidades de livros e consulto os blogs que sigo sobre literatura.
Estive a ver o teu blog. Gostei muito, já estou seguindo.
"A menina que roubava livros" comecei a ler em simultâneo com outro e acabei não lendo o livro todo. Tenho de pegá-lo novamente.
Abraços e parabéns pelo teu blog!!

Paula disse...

Perguntaste-me se eu conhecia o Skoob. Não sei o que é...
Abraços

Caio Santiago disse...

Então, muita gente (gente boa) comentou desse livro comigo, então aproveitando o vale troca da saraiva, fui até a livraria, mas eles não tinham o livro... Parece que tá vendendo bem...
Peguei então outros 2: A Sombra do Vento , e A Profecia Voynich...
Já leu algum desses?
Beijos

Paulinho disse...

Muito bom o blog,parabéns..
O layout muito simples e limpo...gostei msmo
A unica coisa que eu não gostei,foi........desse livro.rssr
Não tenho um motivo concreto..só não gostei!
bjos

Ariane disse...

Peguei esse livro para ler... mas infelizmente, não lembro o motivo acabei abandonando! Muito legal suas dicas de livros. Abraços!

Jaquee disse...

Poderia ser até minha biografia. :D
Tá, não poderia, mas quase. Me vi representada pela Liesel e diversas vezes pela morte. E no fim a morte também é uma ladra de livros.