A guerra de Clara.

Fiquei a par da história de Clara quando ví a propaganda do livro na revista Piauí e resolvi entrar no minisite e ver a sinopse.
Quando ví que se tratava de uma história real, não como as do Khaled, que são lindas, mas fictícias, pedi o livro para experimentar a sensação de estar na guerra.

Pois é, eu participei da guerra de Clara.

O livro conta a história de Clara Kramer, uma personagem real, que viveu as atrocidades do Holocausto. O cenário é real. As bombas. Os mortos. A dor.
Seu salvador, Beck, também é real.

Assim como "O diário de Anne Frank", "A guerra de Clara" também é um diário, mas como uma sutíl diferença.
Anne Frank escreveu o diário diante da guerra, com todas as feridas ainda abertas. Morreu sem poder ler o que vio.
Clara Kramer, hoje aos 80 anos, escreveu seu diário num período pós guerra, quando as feridas já estavam começando a cicatrizar.

Uma história marcante. Envolvente. Que leva o leitor para um ambiente hostil, mas ao mesmo tempo protetor.
Em certa ocasião, de tão envolvente que a narrativa é, senti a dor das pessoas, o cheiro da agonia. O medo de encontrar a morte na esquina.

Para saber mais sobre o livro, ler o primeiro capítulo e comprá-lo, acesse o minisite


Boa leitura.

9 comentários:

Thiago Assis disse...

por muito tempo achei que o diario de Anne Frank (que comprei há pouco tempo e ainda não li) fosse o único relato de tipo... legal saber que, qualquer coisa, tenho outra opçao de leitura para o mesmo tema =]


www.thiagogaru.blogspot.com

Marcos Freitas disse...

Sim, eu recebo livros da Ediouro. Você gostou do meu comentário?

Abraços

Marcos Freitas

Cristina Bernardes disse...

Olá, obrigado por visitar a Floresta, os livros uns vou comprando, outros vamos partilhando... e outros vou comprando mais... editoras a darem livros para eu ler... nem por isso, é pena! bjos

Ana Lucia Nicolau disse...

não gosto muito de de livros que narram histórias de guerras...

Izze disse...

Opa, obrigada por comentar no r.izze.nhas. ^^

Acredita que não li nenhum livro de uma história real sobre as Grandes Guerras? Sempre quero ler, mas nunca pego. Talvez porque eu tenha um certo "medo" dessas histórias. Isso porque me coloco tanto na situação das personagens que acabo sofrendo o que elas sofrem [+ emo].

Vou botar na minha listinha de livros pra ler! ^^

Bárbara disse...

Oi, obrigada pela sua visita no meu blog, to curtindo esse seu pedacinho aqui, assim q tiver tempo vou ler mais ainda, to adorando suas opniões sobre os livros.
beijões

Arlindo000 disse...

Bem,posso lhe dizer uma coisa,comprar mesmo eu não vou,mas achei interessante,quem sabe quando eu tiver um dinheiro sobrando eu compre

Máximos Imóveis disse...

Estou prestes a me aprofundar neste livro de Clara, li o Diário de Anne frank, e é muito bom, espero que este me traga uma nova pespectiva.

Lívia disse...

Apesar do final feliz de Clara, diferente do de Anne Frank, as condições que a ela foram submetidas, no período do Holocausto, eram bem mais cruéis e chocantes. História pesada de leitura leve, recomendada para quem gosta de histórias reais e de refletir com o sofrimento alheio.